A Primeira Infância é o período da vida humana considerado mais sensível às influências do meio social e físico. O que a criança vive, sente, vê, experimenta, marca mais profundamente sua personalidade do que em qualquer outra idade. O Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, define criança pelo critério de idade a pessoa de até doze anos; portanto, tal como considera o Estatuto, a infância seria o ciclo que vai do início da vida aos doze anos. Daí em diante, até os 18 anos é a adolescência. “Temos que dar atenção à primeira infância, porque o que a criança vivência nos seis primeiros anos de vida, pode determinar como ela viverá o seu futuro. Experiências neste período de vida podem marcar profundamente sua personalidade”, observou o deputado, ao lançar a Frente Parlamentar em Defesa da Primeira Infância.

Em decorrência do desenvolvimento serem distintos em cada fase, ainda existem as denominações: Primeiros Mil Dias, que seria da concepção até o final do segundo ano de vida; Primeira Infância, até seis anos completos e Infância até 12 anos. Usa-se, em políticas públicas, outra expressão: Primeiríssima Infância, visando à atenção qualificada para os bebês e crianças até três anos. O que aparece na legislação, no entanto, são apenas as expressões Infância e Adolescência; e Primeira Infância, como especificação da Infância.

FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DA PRIMEIRA INFÂNCIA NO SEU MUNICÍPIO

A Frente Parlamentar em Defesa da Primeira Infância tem como objetivo discutir, defender e apresentar propostas legislativas que contribuam para proteção e divulgação das crianças de zero a 6 anos.

 

Preencha o cadastro abaixo para receber mais informações!

 

Contato por WhatsApp
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support